domingo, 13 de abril de 2008

CRÔNICA - O METRÔNOMO


- Vai, grava tu primeiro.

- Não, grava tu primeiro.

- Tá bom. Então deixa eu afinar o violão. (...) Liga aí o metrônomo. (TIC TAC TIC TAC TIC TAC...). Eita como é difícil... Mas deixa eu tentar mais uma vez. (TIC TAC TIC TAC TIC TAC...) (Toca, toca, toca...). Não! Cansei! Grava tu vai! Se eu não consigo gravar com metrônomo então o que eu vou fazer? Ficar fazendo release no SEBRAE o resto da vida é? (Chateada, muito chateada...)

- Deixa eu tentar. (Toca, toca, toca...). É, mas mesmo assim ainda não tô conseguindo. Que coisa não?! E se a gente tentar sem o metrônomo?

- Não dá. A gente tem que aprender a gravar com ele.

- E se eu gravar primeiro o cavaquinho?

- Então tenta.

- (Afina...). (Toca, toca, toca...). (Tenta, tenta, tenta...). Isso é difícil mesmo visse?

- Eu não tô legal não. Vamo tirar um cochilo e depois a gente tenta.

(Dorme, dorme, dorme...) (Acorda).

- (Afina o violão de novo). (Toca, toca, toca...). Agora sim! Agora eu tô melhorando. Acho que é tudo uma questão de prática. Passou! Vai essa mesmo! Acho que agora não dá pra gente ter algo melhor. Grava o cavaco agora.

- (Afina o cavaquinho de novo). (Toca, toca, toca...). É realmente a gente melhorou. Mas que trabalho hein?! Isso cansa! E as pessoas acham que música é só diversão... É fogo viu?

- Agora vamo mexer no programa pra gente ver o que pode fazer.

- Enquanto tu mexe aí... Me dá uma caneta e um papel... Acho que vou escrever um negócio ali...

(E depois de pegar ônibus em Maceió, enfrentar o sono e a dor de cabeça, trabalhar na gravação da música, chatear-se com a pouca experiência e a dificuldade de encarar o metrônomo, afinar os instrumentos repetidas vezes, tocar inúmeras vezes a mesma música, sentir o solo do cavaco doendo no juízo, mexer no programa do computador pra equalizar e incluir batidas e tal... Enfim... Depois de tudo isso mostrei o trabalho inacabado a um amigo leigo.)

- Vocês viraram a madrugada pra gravar isso?!?!

14 Comentários.:

amoramigo disse...

O “isso” foi a coisa mais linda que já ouvi, pois acompanhei a história e evolução de uma música. Todo os esforço que vcs empregaram valeu, pena que nem todos têm a sensibilidade suficiente para visualiza-lo.

TE
CURTO AMIGUINHO SUCESSO!!!!!
:)

Laricota disse...

Saloló!!!!
Vou levar seu dvd dos hermanos seg blz????
Parabéns pela crônica!
Beijos

Ábia Marpin disse...

kkkkkk


cê é biesta?!?!?!?!?!?!

"sua sensibilidade me surpreende", lembra?


bjaun!

Da(ei)vid disse...

O melhor de tudo é saber que conheço as duas pessoas relatadas na crônica.

Boa descrição do trabalho árduo.

Anônimo disse...

Amigo escutei uma música e lembrei de ti depois dá uma olhada. Si se calla el cantor de mercedes sousa.
beijo dai

Rívison Batista disse...

grande salomão, tá massa o blog, cara. continue com essa técnica pra escrever. depois dá uma passada no meu blog. abraço, velho.

Ísis disse...

É amor...complicadozinho isso...
mas, eu acredito em vcs. Força de vontade sei q não falta, só um pouquinho de disciplina né? deve ser o tempo que joga contra...

Torcendo!!
beijo enorme!!

homero baco disse...

Tô curioso pra saber quem foi a peça q disse isso. Mas enfim, continue meu velho, continue.........

Estêvão disse...

NUNCA! HAUHAUAHUA
PQ PERGUNTASSE?

Da(ei)vid disse...

Percebi os erros depois, é que estava com dois textos e devo ter colocado o que estava sem revisão.
Quanto ao CQC, a que le vendeu ao cara tava igualzinha, mas a última que ele fingiu manchar, era sensacional.
Mas, diferente de você, não sou especialista nas artes.

Estêvão dos Anjos disse...

Agora comentando o texto

pqp! vejo que realmente isso te tocou. Mas cara sempore vai ser assim, uns sabem valorizar outros não.

Textualmente falando... gostei de como vc reproduz as falas das pessoas fielmente, tem o "visse", que tu sempre fala e que até hj eu tbm n larguei esse vício de pernambucano ¬¬. Bem legal.
Xo ler o texto de cima agora.

Falou.. ah...esse Rivison so passa no blog do povo pra fazer propaganda do dele ¬¬´
ô laia!

Josias News disse...

Boa crônica!
Divertida, natural e bastante crítica!!!
Continue assim, meu camarada!
É, infelizmente vivemos em um país em que pouco se valoriza a cultura! Mas é bom lembrar que nós, como futuros comunicólogos, temos a obrigação de darmos nossa parcela de contribuição para tentarmos mudar isso!
Valeu!!

Isabela Barbosa disse...

Eitaaa, pelo que vejo e pelo que me indicaram,essa galera faz um bom trabalho; quero muito conhecer.
Ah!! e eu adoreeei o texto sobre "Com que fone eu vou?". Quem me apresentou o blog e o trabalho de vocês foi Charles, que por sinal, falou muito beem!!! E de fato deve ser muito bom mesmo, como eu comentei com ele "mpb com cavaquinho... putz!!!!".
Enfim, é isso, espero brevemente prestigiar o trabalho de vocês pessoalmente!!!

beijão.

Cristiane disse...

Muito me alegra ver todo esse teu momento. Aproveite e vamos ao sucesso que você merece, meu amigo artista!!!!muitos bjs pra vc!!!