quarta-feira, 17 de março de 2010

Antonia "Discreta" Adnet

Já a vi em dois shows. Tanto em Recife como em Maceió, uma moça muito séria tocava violão na banda de Roberta Sá. Sua seriedade não parecia significar chatice ou dureza de sentimento. Empunhava seu violão de uma maneira tão convincente que nem precisava sorrir. Os acordes falavam por ela. Séria a vi no Pátio de São Pedro, num carnaval do Recife; séria a vi encerrando uma sexta-feira chuvosa num FEMUSESC passado. O nome dela é Antônia Adnet. O sobrenome lembra um rapaz que tem feito sucesso em programas e comerciais de televisão. E ela é mesmo prima de Marcelo Adnet.

Grande foi minha surpresa ao visitar o blog Um Que Tenha e avistar um disco intitulado "Discreta", de Antonia Adnet. Curiosidade para saber o que seria aquele disco. De pronto, acreditei num disco instrumental. Empolguei-me mais ainda para baixar. Grande foi minha surpresa, pois Antonia cantava! Demorei a assimilar aquilo: "Essa moça canta? Essa moça tão fechada, introspectiva, canta?" Canta! Mas deixa claro no título do disco: "Discreta".

O disco conta com a participação de Roberta Sá, que, aliás, tem o timbre parecido com o de Antonia Adnet, tanto que o ouvinte desatento não perceberá o momento de cada cantora na canção. Roberta assina um texto de apresentação no myspace de Antonia. Marcelo Adnet também canta com Antonia "Pessoas Incríveis" (Mario Adnet/Bernardo Vilhena): "é bom filosofar pra se fazer entender / fundamental é dividir o prazer". A música instrumental também está presente no disco, o que confirma que eu não estava errado em suspeitar que o disco seria todo instrumental. São três músicas: "Vitrine" (Moacir Santos), "Primeiro Choro" (Antonia Adnet) e "Tema de Outono" (Antonia Adnet).

Formada em Arranjo, Antonia tem 24 anos de idade e "chegou chegando"! Nascida em família bastante musical, a moça canta, compõe e toca violão desde pequena! Ela assina os arranjos de boa parte de "Discreta". Também produziu o álbum, com seu pai, Mario Adnet. Antonia Adnet estreia na carreira autoral acumulando muitas funções, mas cumpre bem cada uma delas, inclusive a de compositora! Que primor de disco! Que produção musical! Que voz suave! Que arranjos! Que deleite! Elogios mil!